21.6.07

Entrevista com o rapper Dyskreto.

Diretamente dos mares da cidade Aparecida de Goiânia surge a tripulação “PIRATAS DO CENTRO OESTE” mais pode ficar tranqüilo eles não roubam e não saqueiam seus bens materiais, pois o capitão Dyscreto só exige que os governantes do nosso país devolva para o nosso povo tudo que foi tirado de nós: Educação, Saúde, Lazer, Cidadania, Segurança Pública, Cultura e tudo que temos direito.
Se você ainda não entendeu trata-se da Mixtape que o rapper Dyscreto lançou de maneira independente e livre pra você baixar da net, gravar e sair bombando no seu auto-falante. Esse bate papo foi feito através do MSN espero que goste, então tai lê o que esse capitão maluco quer transmitir com o seu discurso rimado.


1-Quem é o Rapper Dyscreto?

É um rapper de Goiás que começou a se envolver com o hip hop no inicio da década de 90 ouvindo funk e acompanhando o nascimento do rap no Brasil através de Thaide & dj Hum, Racionais e outros. Desde então to nessa estrada aprendendo com essa cultura, amo isso de verdade. Lembro que o primeiro rap que escrevi sozinho eu fazia a 6 ª série, foi em 96 , tinha 13 anos e isso foi marcante pra mim. Hoje tenho 24 anos e pretendo nunca abandonar isso. Creio ser o que vim fazer no mundo. o que posso dizer é que o Dyskreto é um soldado dedicado a guerra do hip hop .

2- Então de lá pra cá você viu muita coisa acontecer, conta um pouco a mutação do hip hop de Goiás especificamente da cidade que você sobrevive.

Aconteceu muita coisa porem muita coisa deixou de acontecer também, creio que o hip hop em geral tem amadurecido, em alguns lugares mais que os outros, em Goiás aconteceu um fenômeno peculiar, houve uma importação de cultura, pois no inicio o que se conhecia sobre rap era muito pouco, então qualquer grupo que conseguisse sobreviver era considerado grande, com o passar do tempo alguns nomes do centro oeste surgiram como: Ndee Naldinho, Gog, Cambio Negro, Dj Jamaika. Todos do Distrito Federal sendo assim foi natural a molecada daqui seguir esses artistas. Atualmente o rap de Goiás busca identidade própria, muita coisa precisa ser feita por aqui, pois não temos selos que lançam discos dos rapper´s, não temos um cenário concreto, é tudo muito disperso, sequer temos um artista com reconhecimento nacional como Brasília. Estamos na fase difícil da evolução, que é provar pra todos que temos um rap de qualidade. Hoje isso ta mudando graças a diversos rapper´s que já aceitaram que devemos viver a nossa batalha, na cidade de onde venho, o rap é feito em grande número, em Aparecida de Goiânia possui a maior concentração de grupos de rap de Goiás. aqui por se tratar de uma cidade predominantemente pobre e violenta a tendência é o rap de protesto, mas hoje aprendemos a lidar com as coisas difíceis e falar de aspectos positivos da nosso lugar.

3 - Recentemente você lançou uma coletânea “PIRATAS DO CENTRO OESTE” qual é o selo? E como vocês estão fazendo para distribuir o cd?

Mano, trata-se de uma mixtape do rapper Dyskreto com participação de vários rapper´s daqui. Eu ainda não tenho Selo, tudo que tem é em meu nome, independente, a única coisa que carrego comigo é a minha marca: V-Coletivo ( bandera da cavera ) , que é uma projeção do que quero fazer no futuro , ou seja , um futuro selo , um sonho. Quanto a distribuição tem sido como o próprio nome da mix: PIRATA. Pois cada um que se sentir a vontade pode divulgar o trampo, é um disco gratuito, é uma das minhas colaborações para o rap brasileiro ,na Internet você consegue achar esse trabalho em todos os grandes sites do Brasil , nas ruas de Goiás cada amante do hip hop tem uma copia e vai espalhando como quiser é uma nova mentalidade, faço algo para mudar o cenário de Goiás e juntar as forças. Isso é Coletividade é como o motivo dos pássaros voarem na formação em “V” é colaboração .. por isso eu, somos o V-Coletivo.

3- Você faz idéia de quantos grupos existe em sua cidade?

Mano , isso é muito difícil de saber, nossa cidade tem meio milhão de pessoas ,se não me engano somos a segunda cidade brasileira com o maior crescimento demográfico desenfreado, ou seja, é um berço desordem. Nascem e morrem grupos de rap a todo instante mas posso me arriscar dizendo que já passaram pelo meu conhecimento mais de 200 grupos nesse meu tempo de caminhada mas tudo muito impreciso.


- isso em Aparecida de Goiânia, Goiânia então deve ser um monstro né?

- Goiânia tem mais de 2 milhões de habitantes, realmente tem muito grupo , mas por ser uma cidade relativamente organizada o rap não chega a ser um fenômeno tão assustador quanto é em Aparecida de Goiânia que é uma cidade muito pobre, mas por fim acaba sendo tudo ´´a grande Goiânia``. Por que na nossa mente a divisão é muito estreita somos um povo só e por isso nosso rap tende a não ter tanta segregação quanto ao território.


5- me fala um pouco sobre a mixtape , quem assina na produção? Em aparecida é fácil produzir tem muitos estúdios?


Essa mixtape foi uma grande diversão mano, meu amigos tiravam uma onda comigo por conta do personagem Jack Sparrow do filme piratas do caribe, a geral diz que sou maluco que nem ele (risos) então nasceu dai , eu juntei o útil ao agradável e pensei comigo: ´´Eu não tenho selo , eu não tenho grana , eu não tenho nada a não ser minha criatividade, vou fazer uma mixtape com o tema Piratas do Centro Oeste`` , então falei com uns amigos produtores , eles me cederam as batidas , e em menos de duas semanas meus vocais estavam gravados , em seguida foi só achar os caras certos pra participarem , confesso que essa foi a parte mais difícil porque não é fácil juntar pessoas e conduzi-las a um objetivo em comum . Mas superadas essas complicações e um mês o disco ficou pronto . Terminei na data limite e lancei junto com o filme piratas do caribe...Peguei uma carona com a disney (risos) . Com relação a produção teve maluco de todo canto : São Paulo , Rio de Janeiro , Goiás... A produção executiva foi minha, mas o responsável pela produção musical no geral foi Edison Cruzorff, salve loko!.. Sobre estúdios mano, eis ai outra pedra no nosso sapato são poucos estúdios, e no geral são home estúdios , por vezes temos que superar a falta de estrutura com a criatividade a vida do rap aqui não é nada fácil.


6- O poder público daí apóia o hip hop? Existe alguma política em prol da cultura, existe algum grupo (organização de hiphop ) que consegue investimento para projetos sociais ? Uma vez um maluco disse que ai em Goiânia existe uma espécie de carteirinha onde quem é associado tem alguns benefícios? Que benefícios são esses?

Tenho ouvido falar que no governo Lula, o ministério da cultura direcionou ao hip hop milhões de reais, sendo verdade ou não esses milhões não passaram por aqui, ando pesquisando sobre isso, não quero ser injusto em dizer que não existe apoio por parte do poder publico, se alguma autoridade estiver lendo isso eu adoraria discutir o assunto e trazer verba pro hip hop daqui, mas o fato é que nos de Goiás nunca recebemos essa ajuda de modo democrático, um artista ou outro deve ter recebido o fomento para gravação de seu disco de rap ou coisa parecida, mas é uma migalha em relação ao aspecto geral. Quanto as organizações de hip hop de? Goiás posso dizer que são muito pequenas , por vezes em função da falta de apoio e por vezes segregação de pensamentos acabam por não possuir a credibilidade suficiente para reivindicar verba, mas é como disse anteriormente, estamos acordando pra nossa realidade , éramos adolescentes fazendo rap e agora estamos envelhecendo e nos tornando adultos, cabe a nós traçar o nosso destino .
venho lutando responsavelmente para Goiás ganhar esse respeito. No mês passado me encontrei com o presidente da secretaria de direitos humanos em Brasília e questionei exatamente isso que você me perguntou: onde esta o apoio do Poder Publico ao hip hop? Porque o governo não aposta em cultura para diminuir tanto ódio no nosso mundo? Ele não soube me responder porque também tem essa duvida ou seja todos nos não entendemos porque o governo não apóia uma cultura que atenua o ódio das classes menos favorecidas. Sobre essa carteirinha mano , nunca ouvi falar. nos sequer podemos reivindicar o teatro público para fazer eventos porque os responsáveis não são simpáticos ao hip hop eu nunca recebi alguma facilidade por ser um rapper, tudo é sempre mais difícil , a duras penas estamos mudando isso, o exemplo é que a música Piratas dystillo dessa mixtape esta em 3º lugar no top 10 da maior radio jovem de Goiânia isso nunca aconteceu na historia do rap de Goiás, acreditamos que um novo tempo esta por vir para nós.

espaço livre



Agradeço pelo espaço e oportunidade , agradeço a todos que acompanham minha caminhada , a todos que ouviram e espalham a mixtape piratas do centro oeste ( o motivo do sucesso dessa mix são essas pessoas ) e quero dizer que vou lançar o remix dessa mixtape isso é algo novo. Você rimador do Brasil inteiro que se interessar. estaremos alistando novos mc´s, relançar esse trabalho com ainda mais qualidade. Dyskreto envia seu muito obrigado a todos que amam e cuidam do hip hop . paz


Para fazer contato com o rapper dyscreto é só enviar um e-mail para:
rapperdyskreto@hotmail.com ou pelo fone: (62) 3277-6737

Pra baixar o cd “PIRATAS DO CENTRO OESTE” é só clicar nesse link e fazer o download: http://www.equipeadiretoria.com/portal/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=103&Itemid=210

Linha

2 comentários:

yllwzao (ead Hip Hop) disse...

ola boa tarde venho aki pois o link para a mix do dyscreto ta errado e esse aki http://www.equipeadiretoria.com/portal/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=103&Itemid=210 ou http://www.equipeadiretoria.com/portal/index.php?option=com_docman&task=doc_details&gid=103 ficou fmz a entrevista.!!!

Leiliane disse...

Este e um dos poucos caras que tem atitude nesta sociedade, parabéns continue lutando pelos ideias corretos... muito sucesso.